Ação Missionária Pemba

MOTIVAÇÃO

Em 2015 o bispo diocesano de Pemba, Moçambique, África, Dom Luiz Fernando Lisboa, CP, pediu socorro aos Bispos do episcopado paulista. Na época, solicitava que a Igreja do Regional Sul 1 ajudasse por meio de recursos humanos e materiais. Numa decisão missionária, profética e solidária, os Bispos do Regional Sul 1, reunidos em Junho de 2016, em Assembleia Regional, acolheram o pedido de ajuda à Igreja da África

Igreja Peregrina “A Igreja Peregrina é, por sua natureza, missionária, visto que tem a sua origem, segundo o desígnio de Deus Pai, na missão do Filho e do Espírito Santo” (AG 2).

OBJETIVO GERAL

Em comunhão com as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (2015-2019), evangelizar com alegria e ser uma Igreja discípula, missionária e misericordiosa, na força do Espírito Santo, iluminada pela Palavra, alimentada pela Eucaristia, entre os pobres, para a vida do mundo, colocando-se em estado permanente de missão, visando uma Igreja em saída na reciprocidade e gratuidade.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Despertar a consciência missionária da Igreja no Regional Sul1, procurando um autêntico espírito missionário a partir da oração, do apoio econômico e do acompanhamento da Missão Ad Gentes;

Sensibilizar os cristãos, as comunidades, pastorais, movimentos eclesiais, associações e outros organismos do Regional Sul1 para que se coloquem em estado permanente de missão, evitando o fechamento em si mesmo e amadurecendo para uma Igreja em saída;

Preparar e enviar missionários do Regional Sul1 para que sejam presença e testemunho na Diocese de Pemba, a partir da santidade de suas vidas;

Assumir uma ou mais paróquias na Diocese de Pemba (nos distritos de Chiure e Nangade ), uma escola de formação de líderes no centro pastoral de Metoro (distrito de Ancuabe), através de uma equipe de missionários (padres, religiosos e leigos) a serviço da missão.

DADOS DA REALIDADE LOCAL

Dom Luiz Fernando Lisboa da Congregação Passionista, após alguns anos em Moçambique como missionário, foi nomeado bispo da misericórdia para Pemba, província de Cabo Delgado, em Moçambique.

A diocese, criada em 1957, compreende uma área de cerca de 82.625km², quase do tamanho de Portugal, com uma população de cerca 2 milhões de habitantes, dos quais 30% são católicos.

Em toda a diocese a população é pobre, vive de uma agricultura de subsistência que sofre com falta de água, energia elétrica, reduzido atendimento de saúde e educação precária. Existem algumas empresas estrangeiras para extração de gás e pedras preciosas, com pouca mão de obra preparada por parte do povo local. Na província, como em todo Moçambique, existe a carência de estradas pavimentadas.

DESAFIOS PASTORAIS

Há escassez de padres (apenas 28) para atender todo estado (província);

Falta de material para o atendimento da população, especialmente carros, para os padres atenderem suas paróquias que têm entre 80 e 150 comunidades (cada uma);

Falta de material bíblico-catequético nas línguas locais (são 5 línguas na diocese, além do português, que é a língua ofi cial);

Há muitos outros desafi os: diálogo ecumênico e inter-religioso (há grande número de muçulmanos), diálogo e convivência com as religiões tradicionais africanas; a posição da Igreja frente ao desenvolvimento às custas da extração dos recursos naturais do país, etc.

Moçambique continua sendo um país de missão na medida em que muitos ainda não conhecem Jesus Cristo . Há muita adesão à pessoa e à mensagem de Jesus. Carece, por isso, de maior presença  qualifi cada e qualifi cadora, ou seja, é urgente a formação em todos os níveis.

“A causa missionária deve ser, para todo crente tal como para toda a Igreja, a primeira de todas as causas, porque diz respeito ao destino eterno dos homens e responde ao desígnio misterioso e misericordioso de Deus” RMi 86, 4º§.

“Hoje todos somos chamados a esta nova ‘saída’ missionária. Cada cristão e cada comunidade há de discernir qual é o caminho que o Senhor lhe pede, mas somos convidados a aceitar esta chamada: sair da própria comodidade e ter a coragem de alcançar todas as periferias que precisam da Luz do Evangelho”. (EG 20)

“Onde há povo, há missão. E onde há missão, há mil razões para ser feliz”. (Dom Luciano Mendes de Almeida).

COMPROMISSO MISSIONÁRIO COM A ÁFRICA “Comprometemo-nos a colaborar para que a missão seja o paradigma de toda ação evangelizadora. Afi rma o Papa Francisco:

“Sonho com uma opção missionária capaz de transformar tudo, para que os costumes, os estilos, os horários, a linguagem e toda a estrutura eclesial se tornem um canal proporcionando mais à evangelização do mundo atual que à autopreservação” (EG27).

Queremos que este projeto de cooperação missionária, não seja apenas de apoio a uma Igreja que pede e aos que estão em missão; mas seja, antes de tudo, expressão da participação de todos no dinamismo missionário da Igreja. Que o sonho da “missão” seja um projeto de comunhão e corresponsabilidade.

Somos agradecidos por elaborar este projeto dando início a mais um anseio de viver uma igreja Ad Gentes, proporcionando meios para que todo o cristão batizado possa divulgar, apoiar, participar e colaborar com este projeto, para o bem da Igreja que envia e da Igreja que recebe missionários.

Igreja Peregrina “A Igreja Peregrina é, por sua natureza, missionária, visto que tem a sua origem, segundo o desígnio de Deus Pai, na missão do Filho e do Espírito Santo” (AG 2).

COMO POSSO AJUDAR?

  • Rezar pelos Missionários que estão em Pemba, Moçambique, na África.
  • Sair de si mesmo e ir às periferias geográficas existenciais.
  • Contribuir de forma concreta e financeira na Coleta em favor da Missão da Igreja de Pemba ou em doações para o Conselho Missionário do Regional Sul 1, pela conta:

Banco do Brasil Agência: 6914-0     |     Conta Corrente: 40381-4

Assista aos vídeos:

 

Além destes vídeos, a Comissão produziu folders e banners destas ações. Estes folders podem ser adquiridos para downloads pelas Dioceses e pastorais para serem impressos para distribuição.

Folder Projeto Pemba – Frente

Folder Projeto Pemba Verso