Destaques Igreja no Brasil

Cáritas Brasileira e CNBB enviam um milhão de reais em ajuda humanitária às pessoas atingidas pelo Ciclone Idai, na África

Pelo menos 1,6 milhão de crianças precisam de assistência urgente: alimentação, nutrição, proteção, educação, água e saneamento (foto: Caritas Internacionale)

A Cáritas Brasileira e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), com a ajuda da Igreja e do povo brasileiro, enviam um milhão de reais para ajuda humanitária às pessoas atingidas pelo Ciclone Idai em Moçambique, Zimbábue e Maláui, na África.

O ciclone Idai, na forma de uma tempestade tropical, aconteceu no dia 14 de março de 2019, na cidade costeira moçambicana da Beira, deslocando-se um dia depois para o Zimbábue e Maláui.

O ciclone causou mais de mil mortes, deixou  603 vítimas em Moçambique, 344 no Zimbábue e 56 no Maláui.

Estima-se que três milhões de pessoas – mais da metade delas crianças – precisem de ajuda em Moçambique, Zimbábue e Maláui. Entre as crianças que precisam de ajuda, há aquelas que perderam os pais em decorrência dessa tragédia, uma das maiores, na costa sudeste da África.

Segundo o Unicef, doenças como cólera,malária, e a desnutrição, além da destruição das casas, são hoje, os principais riscos para as crianças atingidas, em Moçambique. E muitas delas ficaram órfãs.

Na noite de quinta-feira (25/04) um novo ciclone, o Kenneth, chegou ao Moçambique seis semanas após o Idai devastar o país africano e matar mais de mil pessoas na região.

A tempestade Kenneth traz o dobro de chuvas que vieram com o ciclone Idai.

Só em Moçambique o número de mortes oficial aumentou para, pelo menos, 602 pessoas, com 1,600 feridos, de acordo com Governo do país;

Pelo menos 142 mil pessoas estão abrigadas em 139 locais;

Mais de 239.682 casas foram totalmente destruídas;

111.163 residências foram parcialmente destruídas;

15.784 casa foram inundadas, um aumento significativo a partir do ciclone Kenneth (mais de 198.300);

Mais de 27.764 pessoas estão em situação de vulnerabilidade;

Mais de 715.300 hectares de plantações danificadas;

54 unidades de saúde afetadas;

Mais de 3.300 salas de aula impactadas;

262.120 estudantes foram afetados pelo impacto do ciclone e da inundação.

Boletim-SOS-África

A Cáritas está em Moçambique no apoio à pessoas atingidas pelo Ciclone Idai há cerca de um mês. Estamos para salvar vidas e a restaurar a esperança!! O amor em movimento

Fonte: Cáritas Brasileira

Palavra do Presidente

Facebook

Assine nossa newsletter