Notícias

Diocese de Marília realiza visita missionária pela Amazônia

img-20180129-wa0051-2280x1052_cCinco padres, um seminarista e quatro leigos da diocese de Marília se encontram no Estado do Amazonas para uma experiência na diocese de Coari. O contato missionário é fruto do acordo de Igrejas-Irmãs firmado pelos dois bispos diocesanos

Desde o último dia 23 de janeiro até o próximo dia 2 de fevereiro, uma comitiva da diocese de Marília (SP) se encontra no coração do Estado do Amazonas, na diocese de Coari, para uma experiência missionária.

O grupo, composto de cinco padres, um casal, dois candidatos ao diaconato permanente e um seminarista, foi acolhido nas cidades de Beruri, Codajás e Coari. Durante a estadia, os missionários visitam famílias, participam de celebrações e conhecem a realidade social e eclesial das comunidades urbanas e rurais, marcadas pela população ribeirinha.

“Estar em Coari tem a motivação de atender ao chamado missionário de Jesus. Sair de si e encontrar novas realidades onde se vive a fé”, ressalta o padre Willians Roque de Brito, assessor da dimensão missionária na diocese de Marília.

A programação do contato missionário foi preparada pelo coordenador de pastoral da diocese de Coari, padre Valdivino Araújo. Durante as visitas, os missionários da diocese de Marília são acompanhados por leigos e pelo clero coariense. “Aprendi nesses dias de missão o verdadeiro valor de ser pequeno, de se fazer pequeno para que a graça de Deus aja em nós”, destaca o leigo Eduardo Caparroz, um dos candidatos ao diaconato permanente que integra o grupo.

dsc0474-1024x683

Igrejas-Irmãs – A atividade missionária acontece por ocasião do acordo de Igrejas-Irmãs firmado há pouco mais de um ano entre dom Luiz Antonio Cipolini, bispo diocesano de Marília, e o bispo de Coari, dom Marcos Piatek.

A nova Igreja-Irmã da diocese de Marília tem a extensão territorial de 117.235 m2 e, atualmente, conta com 10 paróquias, 14 padres e um diácono. “Viver esses dias de missão está sendo uma experiência muito boa, onde o próprio Cristo renova meu ministério. Senti que preciso agir mais na dimensão missionária”, relata o padre Claudinei de Almeida Lima, que, na diocese de Marília, atua em uma das extremidades do território diocesano, na divisa com o Estado do Mato Grosso do Sul.

Por Tiago Barbosa, Seminarista da diocese de Marília (SP)

Tags

Palavra do Presidente

Facebook