Destaques Do Regional

Dom Pedro Luiz: «Não se fala da evangelização da juventude, sem pensar na realidade dos jovens: a violência, a falta de emprego e a busca de um sentido de vida»

O bispo de Mogi das Cruzes e Presidente do Regional Sul 1 da CNBB, dom Pedro Luiz Stringhini, falou ao site do Regional Sul 1 sobre a 40ª Assembleia das Igrejas, realizada entre os dias 19 a 21 de outubro em Itaici, Indaiatuba (SP).

Dom Pedro afirmou que “não se fala da evangelização da juventude, sem pensar na realidade dos jovens: a violência que os atinge, a falta de emprego, a busca de um sentido de vida”, em declarações ao site do Regional Sul 1, depois do encerramento da Assembleia das Igrejas’, realizada entre os dias 19 a 21 de outubro em Itaici, Indaiatuba (SP).

Sobre a metodologia da assembleia, o bispo explicou que o tema da Assembleia coincidiu com o do Sínodo da Juventude – “a fé, os jovens e o discernimento vocacional” – proporcionando, dessa forma, um momento de congraçamento, unidade, comunhão e oração. Outra coisa importante é que o tema foi sendo desenvolvido a partir da seguinte metodologia: primeiro um assessor fala e depois diversos jovens falam, a partir das suas expressões. Há os jovens da Renovação Carismática, da PJ, dos grupos paroquiais, dos Focolarinos e assim por diante. Em seguida, a palavra é aberta para toda a assembleia, de modo que, livremente, quem quis fez sua pergunta ou deu alguma ideia acerca da evangelização da juventude.

O bispo salientou que fica feliz que o Regional Sul 1 esteja ajudando a Igreja a cumprir a missão de evangelizar os jovens. Questionado pelo jornalista de como foi à interação dos bispos com os jovens na assembleia, Dom Pedro comentou que o entrosamento foi perfeito, que os jovens não têm medo dos bispos e os bispos se alegram de estar perto dos jovens. Bispos, padres, diáconos, pessoas consagradas, fiéis leigos e leigas, formamos a família eclesial, isto é, a família dos discípulos de Jesus Cristo.

“O primeiro desafio para a assembleia é ajudar aqueles que já estão na Igreja a perseverarem na fé e na vida eclesial. E um segundo, ainda maior, é atingir aqueles que estão afastados ou nunca vieram a Igreja. Ser uma Igreja em saída, acolhedora; ser uma Igreja missionária”, disse Dom Pedro sobre o desafio da evangelização da juventude.

Dom Pedro concluiu sua fala abençoando a todos.  “Que o Senhor abençoe todos os jovens, as famílias, que o Senhor derrame sobre nós a sua proteção e sua graça”.

Assista a íntegra da entrevista com Dom Pedro Luiz Stringhini

 

Palavra do Presidente

Facebook

Assine nossa newsletter