Encontro entre o Bispo e autoridades aprofunda diálogo entre Igreja e Estado

diocese_jundiai2

No dia 27 de novembro, Dom Vicente Costa se reuniu com as autoridades municipais das cidades que formam a Diocese de Jundiaí (Cabreúva, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Itu, Itupeva, Jundiaí, Louveira, Pirapora do Bom Jesus, Salto, Santana de Parnaíba e Várzea Paulista), para um encontro de esclarecimento e reflexão sobre “O Acordo entre a República Federativa do Brasil e a Santa Sé – relativo ao Estatuto Jurídico da Igreja Católica no Brasil (Decreto nº 7.107 de, de 11 de fevereiro de 2010) e a sua incidência na administração pública dos nossos Municípios”.

Com a presença de 28 representantes governamentais, entre Prefeitos, Vice-Prefeitos, Deputados e Vereadores, o tema foi apresentado pelo advogado William Munarolo, Assessor Jurídico Civil da Mitra Diocesana de Jundiaí, que tem acompanhado os eventos e seminários promovidos pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para implantação do Acordo.

O encontro contou também com a presença de padres e representantes da Pastoral Fé e Política da Diocese. Na oração inicial, os participantes pediram por uma sociedade mais justa e fraterna, ressaltando a importância da política na garantia da paz e do bem comum.

O Acordo entre a República Federativa do Brasil e a Santa Sé é um acordo internacional que esclarece a relação entre o Governo e a Igreja no Brasil. Composto por 20 artigos, o documento trata sobre a educação religiosa nas escolas, a assistência espiritual em instituições de internação coletiva, patrimônio e tributação, entre outros pontos relacionados ao Estatuto Jurídico da Igreja Católica no Brasil.

diocese_jundiai

“O Acordo não trata de dar benefícios ou privilégios, mas sim esclarecer e garantir os direitos e deveres da Igreja no âmbito jurídico”, esclarece o advogado William.

Durante a explanação, William ressaltou que o Acordo não trata de dar benefícios ou privilégios, mas sim esclarecer e garantir os direitos e deveres da Igreja no âmbito jurídico.

“A Igreja continua fazendo o seu papel na tentativa de evitar que a presença cristã continue saindo da nossa sociedade, porque, infelizmente, vejo que estamos perdendo espaço. E quando falo perdendo espaço, não é uma competição com outra religião, mas na busca do emprego do Evangelho, porque a partir do momento que faz uma ‘renovação da consciência’ de todos aqueles que exercem o poder público, a Igreja está colaborando com a Evangelização. Os encontros devem continuar, pois os temas são escolhidos pelo próprio grupo que são os desafios que nós enfrentamos, vistos pela ótica da Fé”, avaliou o prefeito de Várzea Paulista, Juvenal Rossi

Ao final, os participantes puderam fazer perguntas e sugerir temas para o próximo encontro entre o Bispo e as autoridades municipais, que ficou agendado para 14 de maio de 2018.

Com informações, Setor de Comunicação da Diocese de Jundiaí

 

 

 

 

 

Categoria: Notícias