Artigos

Família, alegria para o mundo

Escrevo com os olhos voltados para o rico mês de agosto, mês das vocações e também da Semana Nacional da Família, que ocorre após o Dia dos Pais. E ainda, de 21 a 26 acontece o IX Encontro Mundial do Papa com as Famílias, desta vez com o Papa Francisco, depois que ele nos entregou a Exortação que aproximou estas duas palavras: Família e Alegria. Somou também a Família com a Misericórdia, pediu que a Família da Igreja não excluísse nenhuma família e fez a Igreja sair ao encontro das Famílias sem esperar que viessem até a Igreja para que lhes abrisse as portas. Assim vivemos um tempo de Igreja em alegre missão de oferecer misericórdia e a integração a todas as famílias, até as mais distantes.

A Pastoral Familiar em nossa diocese, nas paroquias e comunidades, cresce em número de participantes, em iniciativas diversas, brota nas paróquias e comunidades com novo ânimo e perspectiva. Tenho visto isso nas visitas pastorais que estamos realizando por regiões pastorais.  Uma amostra desse crescimento é a aquisição do “Guia de implantação da Pastoral Familiar”, um passo a passo simples e eficiente elaborado pela Comissão Nacional da Pastoral Familiar e distribuído pela nossa Equipe Diocesana. Mas não é o crescimento editorial ou numérico o que mais nos alegra. Cresce também a consciência e o leque de serviços que os leigos, cada vez mais preparados, oferecem aos que necessitam de amparo, nos momentos difíceis vividos em cada família.

Mas há um passo ainda, em grande parte, a ser dado, e este passo eu tenho lembrado às paróquias nas visitas pastorais: quando a Paróquia descobre um caminho de parceria entre a Pastoral Familiar, os movimentos familiares e as pastorais que já estão no campo missionário, então sua presença se multiplica e o serviço prestado por essa pastoral se desenvolve ainda mais: assim vemos cada vez mais a Pastoral Familiar em contato com os pais dos catequizandos, envolvida com a Iniciação de Adultos, com pastoral da Juventude, com a pastoral Carcerária, com a pastoral da Sobriedade, da Saúde ou das Exéquias, com a pastoral da Criança, com as Comissões Missionárias Paroquiais e outras, aí sim, há uma infinidade de caminhos para a Família se tornar, de fato, alegria para o mundo.

Por Dom João Bosco, ofm, Bispo Diocesano de Osasco

 

 

Palavra do Presidente

Facebook

Assine nossa newsletter