Notícias

Missionários evangelizam em praia do litoral norte de SP

site

Após cinco dias do início das atividades realizada por meio do Ministério Jovem, pela primeira vez nesta edição, os missionários puderam sair pelas areias da Praia do Indaiá, na diocese de Caraguatatuba (SP), para evangelização nos guarda-sóis.

A 9ª. edição da Missão Jesus no Litoral, realizada pela Renovação Carismática Católica de São Paulo, aconteceu na diocese de Caraguatatuba (SP) entre os dias 26 a 31 de dezembro. Acolhendo os missionários e celebrando seu aniversário natalício, (26/12), o bispo diocesano de Caraguatatuba, Dom José Chacorowski, que foi o anfitrião da nona edição do evento, abençoou os jovens.  “Missionários sujos de areia” foi a convocação que o bispo fez à nova geração.

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Missão Jesus no Litoral/MJ-SP, os missionários foram recebidos e se instalaram nos alojamentos oferecidos pela “Casa de Maria”, Escola Doutor Carlos Rodrigues, também local das atividades formativas.

Houve, também, na manhã de quarta-feira, dia 27/12, a catequese ministrada pelo bispo diocesano de Guarulhos, SP, dom Edmilson Caetano.

JNLSP4_Dom_Edmilson_Guarulhos

Dom despertou os missionários dizendo que “a escolha que Deus faz em nós é para os outros”, portanto, é preciso que cheios de alegria o Salvador seja anunciado em todas as oportunidades. “Uma vez experimentado o amor de Deus, não é possível ser o mesmo” concluiu o bispo diocesano de Guarulhos, convidando os missionários a assumirem o compromisso do Evangelho, tornando-se, verdadeiramente, uma “Igreja em saída”.

No início da tarde, Lucimar Maziero, presidente do Conselho Estadual da RCC São Paulo, encorajou os jovens a “ser aquilo que é escolha de Deus” para eles. É urgente que a juventude do Estado de São Paulo assuma seu posto e, através do testemunho, traga o sentido de vida na vida do outro, tornando-se “a esperança da Igreja” através da missão e, permitindo que o “sangue missionário corra pelas veias”, a face de Cristo será, novamente, revelada a toda o mundo. Na formação, ela ainda ressaltou a importância do louvor : “Só conseguiremos louvar autenticamente a Deus, a partir do momento que temos a consciência de quem nós somos.”

A missão encerrou sua programação na véspera da virada do ano, 31/12. O tempo nublado não foi capaz de diminuir a motivação dos jovens missionários.

Estreando na missão, Trace Maiara Sousa, 20 anos, relata um pouco do que foi fazer a evangelização na manhã de domingo. “O primeiro ‘querigma’ foi muito marcante, porque aquelas pessoas estão ali curtindo seu dia de lazer, muitos são turistas, estão em seu momento de descanso. E pude ver no olhar delas, sentir o seu acolhimento, e constatar que elas estão abertas ao amor de Deus. Um momento especial que vivi, foi quando orávamos juntamente com as famílias dos banhistas, e senti de abraçar uma senhora e dizer que ela não deixasse ninguém roubar o brilho de seus olhos. Esta senhora ainda partilhou algumas coisas comigo que estava vivendo e estar ali, naquela oportunidade, compensava todo nosso cansaço e esforço para estar nesta missão”, destaca a jovem.

No período da tarde, também pela primeira vez, os jovens realizaram uma mobilização que chamaram de “arrastão” na Praia do Indaiá. O ato representa o momento em que os missionários se apresentam cantando o hino da Missão Jesus no Litoral entre os guarda-sóis. Uma grande corrente de missionários é formada em linha, da bancada de areia até beira-mar, percorrendo toda a extensão da praia. Os banhistas foram muito receptivos ao arrastão, alguns cantando e cumprimentando os sentinelas. “Quando cantamos “Deus ama você”, frase final do hino, é como se Deus nos permitisse entrar na vida daquelas pessoas, afirma a Irmã Salvista Leide Stelen (SJS).

Ela conta que no momento deste “arrastão” via muitos banhistas emocionados, alguns chorando, outros admirados. “Deus foi ao encontro delas de alguma forma. Este ano, levava nas mãos a imagem de Nossa Senhora e as pessoas que, por algum motivo não conseguiam olhar para a imagem, nos abordavam no meio do hino, pedindo para tocá-la, beijá-las, reverenciá-las. Foi um momento impactante para nós, Salvistas, porque é esta a presença que queremos ser no meio dos jovens, como a presença de Maria que, acompanha toda a missão de Seu Filho”, ressalta.

Celebração da Virada do Ano

No fim da tarde, os missionários se dirigiram em uma procissão luminosa à Catedral do Divino Espírito Santo, para participar da celebração eucarística. Ao retornar para o QG “Casa de Maria” cearam juntos e se preparam para a Adoração ao Santíssimo.

JNLSP0_DomJosé_missionários_acolhida

 

Colaboração: Assessoria JNL-SP 

 

Tags

Palavra do Presidente

Facebook

Assine nossa newsletter