Com a palavra o Presidente Destaques

O encanto do Natal

Em seu artigo para os visitantes do site do episcopado paulista neste mês de dezembro, o bispo de Mogi das Cruzes e presidente do Regional Sul 1 da CNBB, Dom Pedro Luiz Stringhini afirma que “na singeleza do presépio, contemplam-se a grandeza e o esplendor do mistério de Deus e do seu amor presente em cada singelo e profundo gesto humano de abraçar uma criança, socorrer um pobre, visitar um doente, consolar o triste, perdoar e ser perdoado, preparar a mesa, reunir a família, plantar uma flor, defender a vida.”

Dois milênios se passaram e o Natal persiste em resgatar, cada ano, o sentido e o encanto que renova os corações. O amor de Deus vai preenchendo as lacunas deixadas durante o ano. O nascimento de Jesus, festejado na liturgia da Igreja, é o acontecimento histórico transformado em evento perene que celebra a fé, fortalece a esperança e reacende o amor.

A humanidade parece sempre mais cansada de um envelhecer que traz consigo o peso dos sofrimentos, dores e frustrações, com marcas de egoísmo, dureza, violência e morte. Não dá para continuar assim; é preciso retomar o alento e recomeçar. Há que de novo se envolver e se encantar com a esperança que vem do Natal, ao lembrar que Deus, Pai de amor e de bondade, oferece seu Filho, humilde criança, na Sagrada Família de Nazaré: “Maria deu à luz o seu Filho Primogênito, envolveu-o com faixas e reclinou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria” (Lc 2,7). Fez-se em tudo pobre e solidário com o ser humano, até o fim, a ponto de dar a vida.

Enviando seu Filho Jesus Cristo, Deus ilumina as sendas da incerteza. Ele é “a luz verdadeira que, vindo ao mundo, ilumina todo ser humano” (Jo 1,9). Ele nasce para dissipar as trevas do pecado e da dor. Os pastores de Belém, para além daquela longa, escura e fria noite de inverno, contemplam a aurora do tempo novo de justiça e fraternidade. “Nasceu-vos hoje o Salvador que é o Cristo Senhor” (Lc 2,11), anunciam os anjos, cantando a glória de Deus e a paz na terra.

Na singeleza do presépio, contemplam-se a grandeza e o esplendor do mistério de Deus e do seu amor presente em cada singelo e profundo gesto humano de abraçar uma criança, socorrer um pobre, visitar um doente, consolar o triste, perdoar e ser perdoado, preparar a mesa, reunir a família, plantar uma flor, defender a vida.

São esses os cordiais e afetuosos votos de Feliz Natal e Abençoado Ano Novo!

Por Dom Pedro Luiz Stringhini, Bispo diocesano de Mogi das Cruzes

Natal de 2018

Palavra do Presidente

Facebook

Assine nossa newsletter