Notícias

Ordenação Episcopal de Mons. Ilson de Jesus Montanari

foto3
Em destaque, (da esq. para a dir.): Cardeal Odilo Pedro Scherer, dom Ilson recém nomeado e dom Moacir Silva

Monsenhor Ilson de Jesus Montanari (foto), nomeado pelo papa Francisco, em 12 de outubro, Arcebispo Titular de Capocilla e Secretário Geral da Congregação dos Bispos, recebeu a ordenação episcopal em 7 de novembro, no Ginásio de Esportes Pedro Ferreira dos Reis “Docão”, em Sertãozinho (SP). Foi ordenante principal Dom Moacir Silva, Arcebispo da Arquidiocese de Ribeirão Preto, e co-ordenantes: Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, Arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte, e arcebispos e bispos presentes.

Mons. Ilson de Jesus Montanari, 54 anos, é natural de Sertãozinho (SP), cursou Direito e Economia na Universidade de Ribeirão Preto (Unaerp), e um bacharelado em Filosofia no Centro de Estudos da Arquidiocese de Ribeirão Preto (Cearp), como aluno do Seminário Arquidiocesano Maria Imaculada (1982-1985). Na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma, obteve o bacharelado em Teologia como aluno do Pontifício Colégio Pio Brasileiro (1985-1988). Sua ordenação sacerdotal ocorreu em 18 de agosto de 1989, em Sertãozinho. Ele possui licenciatura em Teologia Dogmática na Pontifícia Universidade Gregoriana (2002-2004), e desde 2008, era oficial da Congregação para os Bispos, e em 13 de maio 2011, foi nomeado Capelão de Sua Santidade.

A cerimônia de ordenação contou com a presença de 23 arcebispos e bispos, padres, diáconos, religiosos e religiosas, seminaristas e caravanas de diversas cidades da arquidiocese de Ribeirão Preto que lotaram as dependências do ginásio.

“Enraizado e fundamentado em Cristo” é o lema episcopal de Dom Ilson que assume a secretaria da Congregação para os Bispos e terá a tarefa de colaborar com o prefeito, Cardeal Marc Ouellet, em questões como a preparação dos relatórios que auxiliam o Papa no momento de nomear novos bispos, organizar territorialmente as dioceses, calendário de visitas “ad limina”, entre outros serviços.

Na homilia o arcebispo de Ribeirão Preto Dom Moacir Silva destacou o significado do lema episcopal e da missão do novo arcebispo. “Caríssimo Monsenhor Ilson Montanari ‘Enraizado e fundamentado em Cristo’ é o lema que o senhor escolheu para a sua vida e ministério episcopal. De fato, Nele está o segredo do ministério episcopal: não é possível ser sinal visível de Cristo Bom Pastor senão enraizado e fundamentado Nele. A sua missão de Secretário da Congregação para os Bispos, este serviço importante que a Igreja lhe pede exige mais ainda este enraizamento em Cristo Jesus Nosso Senhor”, frisou Dom Moacir.

Terminada a homilia seguiu-se o rito próprio da ordenação: promessa do eleito, a ladainha, a imposição das mãos e oração da ordenação, imposição dos Evangelhos, a unção com o óleo do Crisma, a entrega dos Evangelhos, do Anel, a entrega da Mitra e do Báculo, seguida da saudação e abraço fraterno do Colégio Episcopal. Conforme o rito de ordenação “a consagração episcopal, juntamente com o poder de santificar, confere também os poderes de ensinar e governar, os quais, no entanto, por sua própria natureza, só podem ser exercidos em comunhão hierárquica com a cabeça e os membros do Colégio episcopal”.

Ao fazer o agradecimento, Dom Ilson, expressou em suas palavras a gratidão e pediu orações pelo êxito da sua nova missão: “A primeira palavra gratidão, a Deus, de quem recebi tudo, tudo de autenticamente grande e bom, a vocação, a graça que me sustenta. A gratidão a Igreja universal e a Igreja de Ribeirão Preto que me plasmou como filho. Gratidão ao papa Francisco pela estima e confiança que se dignou depositar em mim, não obstante eu seja tão pequeno para missão tão grande. Gratidão aos senhores bispos que vieram de tantas partes, o sacrifício, desmarcando compromissos, com grande generosidade nessa noite”. O novo arcebispo finalizou o agradecimento pedindo orações pela sua nova missão e abraçando a cada um dos presentes na consagração a Nossa Senhora Aparecida: “rezem pela minha pessoa e pela minha missão, para que eu não seja pastor que dispersa e afugenta, mas, no meu coração, Deus possa sempre escavar lugares para acolher e cuidar de todos, principalmente dos mais feridos. Peço, portanto, a gentileza de que aceitem que os represente todos na figura da Mãe de Deus, a Senhora Aparecida. Agora fixando o meu olhar nos seu olhos de mãe, abraçarei os olhos de todos vocês, aos ouvidos dela sussurrarei o obrigado que quero dizer a todos vocês, depois eu os abençoarei a primeira vez como bispo. Peço que recebam esta bênção estendendo-a sobre todos aqueles que vocês amam, e que tenham a delicadeza de pensar naqueles mais precisados desta ternura e deste afeto de Deus que pelas minhas mãos os quer alcançar”, concluiu Dom Ilson.

foto1
Após celebração, Dom Ilson se dirige à lateral do ginásio e abençoa milhares de fiéis

De Sertãozinho, Márcio Smiguel Pimenta da Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de Ribeirão Preto. Créditos: Márcio Smiguel.

Tags

Palavra do Presidente

Facebook

Assine nossa newsletter