Comissões Episcopais Pastorais Destaques

Pastoral Operária apresenta subsídio para o Dia das Trabalhadoras e dos Trabalhadores

O material oferece três encontros de reflexão, organizado em Tríduo

A cultura do relativismo é a mesma patologia que impele uma pessoa a aproveitar-se de outra e a tratá-la como mero objeto, obrigando-a a trabalhos forçados, ou reduzindo-a à escravidão por causa duma dívida.[Papa Francisco, Laudato Si, nº 123].

A Pastoral Operária preparou um subsídio para grupos da pastoral e da comunidade para animar o trabalho de base de irmãs e irmãos da caminhada que com seu trabalho ajuda a transformar a sociedade.

Na apresentação do subsídio, a coordenação Nacional da Pastoral Operária, afirma que dentre os tantos temas da conjuntura atual, em constante mudança, pra pior, escolhemos falar do desemprego estrutural que de novo ameaça a nossa sociedade e não tem previsão resolver. Precisamos conversar sobre o trabalho e aprofundar nossa reflexão, oração e ação militante a partir do local de trabalho e comunidade. Preparar a terra porque sem trabalho não há vida. Se tudo que conquistamos até aqui foi fruto de organização e luta, agora a realidade nos convida a unir-nos a serviço da vida diante do mega projeto de morte que está à nossa frente.

Ainda de acordo com apresentação, “desejamos, enquanto “igreja em saída” que este material ajude a conversar em diversos grupos da pastoral e da comunidade sobre o mundo do trabalho, ajudando a construir consciência e espiritualidade do trabalho como pede o Papa Francisco [Alegrai-vos e Exultai, nº 28].

Acesse AQUI O SUBSÍDIO PARA TRABALHOS NOS GRUPOS. 

Palavra do Presidente

Facebook

Assine nossa newsletter