Reunião da sub-região da Pastoral Carcerária

17190522_10212041289897609_1047072879851014537_n

No dia 04 de março, sábado, aconteceu a reunião do Sub-região de Botucatu da Pastoral Carcerária, em Marília, na paróquia Sagrado Coração de Jesus. O encontro ocorreu das 8h às 13h e contou com a presença do coordenador do sub-regional, Pe. Orlando de Almeida Alves, de Assis e mais 29 pessoas das dioceses: Marília(14), Araçatuba(2), Lins(6), Bauru(4), Ourinhos(2) e Assis(mais uma) e do Coordenador Estadual da Pastoral Carcerária, Deyvid Tadeu Livrini Luiz.

Após a oração inicial e apresentação dos presentes, Deyvid apresentou a realidade de penitenciárias e atendimento da pastoral no estado de São Paulo.

A realidade é alarmante. O Estado de São Paulo, como em todo o Brasil, está com quase todas as unidades prisionais superlotadas. A População Prisional de São Paulo ultrapassa 230 mil pessoas com um déficit de vagas de aproximadamente 90mil pessoas. Entre janeiro e abril de 2016 o estado de São Paulo prendeu 63 mil pessoas, 9,24% a mais que no mesmo período de 2015.

Alguns problemas decorrentes desta superlotação: saúde, segurança, assistência jurídica, etc. Muitas unidades prisionais ainda não contam com a visita de agentes da pastoral carcerária. Um desafio constante.

Quem está preso: 80% da população carcerária paulista é composta por jovens, pobres, negros  ou pardos entre 18 e 29 anos. Cidadãos com baixíssima ou nenhuma escolaridade, ineficaz capacitação profissional e moradores das periferias das grandes e médias cidades.

Pontos consoladores deste quadro complexo: está aumentando o número de agentes da pastoral carcerária e em quase todas as dioceses do estado tem uma coordenação diocesana.

Pata se ter um exemplo concreto, a diocese de Marília contava (dados de 1 de março) com 20.508 detentos, sendo assim a diocese com maior população carcerária do Brasil.

Após algumas partilhas das realidades nos cárceres no sub-regional, Deyvid apresentou a resolução estadual sobre o direito à assistência religiosa dos encarcerados tirando dúvidas dos participantes.

A reunião foi muito proveitosa como partilha, discussão de temas atuais e renovação das forças dos agentes da pastoral carcerária para a missão que nos foi confiada.

Com informações do padre Valdo Bartolomeu de Santana, Assessor Diocesano da Pastoral Carcerária

 

 

 

Categoria: Sub-Regiões